O QUE FAZER EM MENDOZA?

Encontre aqui: como chegar, o que fazer e sugestões de passeios nas vinícolas.

Os destinos que envolvem enoturismo estão sempre em minhas programações de viagens, conhecer o vinho que apreciamos desde sua plantação à produção nos permite uma imersão cultural e gastronômica no país em que ele foi produzido, na América do Sul nós começamos a realizar viagens voltadas ao enoturismo pelo Uruguai, depois Chile e agora Argentina, à cidade de Mendoza tem muitas mas muuuuuitas opções de vinícolas, acredite são mais de 1.000 vinícolas espalhadas por toda a região até a Cordilheira do Andes que faz divisa com o Chile.

Programamos uma viagem curta de quinta à domingo, com um grupo de amigos regada à muito vinhos, gargalhadas e boas companhias, foi uma viagem cheia de experiências e incrível!

Almoço com os amigos na Bodega Casarena

  SOBRE O LUGAR

Mendoza é a província mais famosa na produção de vinhos da Argentina, não só pela quantidade mas pela qualidade dos seus vinhos, não é atoa que recebe o título de “A terra do Malbec” além disso ocupa o posto de 5º produtora mundial de vinho.

As primeiras mudas de videira vieram do Chile, com a chegada da colonização européia (espanhóis, italianos e franceses) à produção de vinho tomou um destaque e hoje é responsável por 70% da produção de vinhos do país.

Malbec sem dúvidas é a casta mais apreciada e cultivada da região, trazida do sul da França, lugar onde ela nunca foi muito cultivada e olha que interessante à adaptação da Malbec na Argentina foi tão boa que passou a produzir vinhos superiores que seu lugar de origem.

Mendoza é capaz de produzir vinhos com grande concentração de frutas, taninos aveludados e acidez moderada, gosto marcante, é considerado por especialistas o melhor Malbec do mundo!

O clima semi desértico, árido e continental, cortado por rios, com oscilações de temperaturas importantes, verão ensolarado e inverno frio são características perfeitas para produção de bons vinhos e com terroir perfeito.  A influência marítima é quase nula e a água utilizada no local é muito pura, vinda da Cordilheira dos Andes.

A altitude pode variar de 800 a 1800 metros, baixa umidade do ar afastam pragas e fungos das plantações, dias quentes aguçam o açúcar da uva e a queda de temperatura favorece a produção do tanino.

O lugar possui belezas naturais, vinhos de qualidade e bons restaurantes o que atrai turistas do mundo inteiro, favorecendo bastante o enoturismo local, tornando-se um verdadeiro paraíso para os enófilos de todo o mundo.

 

 COMO CHEGAR         

Foi super tranquilo programar a viagem para Mendoza, existem voos direto São Paulo/Mendoza às quintas e volta aos domingos, alguns amigos se deslocaram de outras cidades e todos acabaram fazendo conexões em São Paulo, ou seja você vai acabar fazendo conexão na capital paulistana.

Compramos a passagem por milhas obviamente (tradição aqui em casa) e pagamos 18.000 o trecho + taxas 353,00 pelo smiles.

São Paulo, Brasil.

Existem empresas responsáveis por esse translado:

 LATAM

- voo direto GRU/MDZ 6:45am - 10:50am (duração 4h)

- voo direto MDZ/GRU 17:15pm-20:55pm

- Existem voos com conexões no Chile

GOL

- voo direto GRU/MDZ 10:45 am -14:30 pm

- voo direto MDZ/GRU 14:20 pm - 18:45 pm

➜ AEROLINEAS ARGENTINAS
 

Santiago, Chile.

Você também poderá casar uma viagem à Mendoza saindo do Chile, a cidade está bem próxima da divisa com o país e existem transportes que realizam esse traslado via terrestre ou pegar um voo da capital chilena se o seu objetivo é ganhar tempo.

➜ Avião

Sky airline - low cost

➜ Carro

Vantagens: liberdade durante à viagem de paradas.

Desvantagens: cansativo, burocrático (documentação, taxas para atravessar a fronteira)

Ônibus

O melhor custo x benefício.

No Terminal Sur você encontrará algumas e empresas responsáveis pelo deslocamento até Mendoza, é deste terminal que saem os ônibus de Santiago com destinos internacionais, o terminal fica próximo da estação de metrô Universidad de Santiago.

Você pode comprar o seu ticket diretamente no site com cartão de crédito, com antecedência e escolher uma boa poltrona, o melhor assento é do lado direito no sentido Santiago/Mendoza (vista para a cordilheira), a viagem tem duração de 6-7h.

Existem empresas responsáveis por esse translado:

1. Andesmar

2. Cata Internacional

Informações importantes para quem planeja o percurso de ônibus:

➜ Faça o percurso de dia (aproveite a vista)

➜ No inverno à estrada pode ser interditada (nevasca) - site para acompanhar as condições da estrada http://www.pasosfronterizos.gov.cl/

➜ Na fronteira (cidade de Aduana) é necessário descer do ônibus ou carro e entregar sua documentação para os fiscais (brasileiros: RG/Passaporte e recibo de entrada no Chile - papel que você recebe no aeroporto ao entrar no país)

➜ Guarde o recibo de entrada na Argentina que será entregue à você (será necessário na volta)

➜ A inspeção na fronteira é bem rigorosa! (malas, documentação)

➜ Na volta, não é permitido entrada no Chile com produtos animais ou vegetais (você pode ser multado por isso e não é barato).

 

 ONDE FICAR 

Existem muitas opções de hospedagem, você poderá se hospedar em hotéis dentro de vinícolas com ar romântico e de tranquilidade ou se preferir poderá se hospedar na cidade para aproveitar a noite em barzinhos ou bons restaurantes.

Pensando na logística da viagem (grupo de amigos) optamos pela localização, talvez em uma opção de lua de mel minha sugestão seria um hotel boutique em alguma vinícola.Pague sua hospedagem com cartão de crédito você economiza  o IVA de 21% (Argentina isentou os viajantes estrangeiros de pagar )

Sugestões de hospedagem:

 

Diplomatic Hotel

O hotel é super bem localizado, fica no centro da cidade e foi a nossa escolha. O atendimento é impecável, 5 estrelas, decoração com móveis de luxo franceses, spa, academia, quartos com vistas panorâmicas para a cidade ou Cordilheira dos Andes, rodeado pelas melhores lojas de vinho, servem degustação de vinho aos hóspedes toda noite às 19h.

 Avenida Belgrano 1041, 5500 Mendoza, Argentina

RESERVE AQUI.

 

Park Hyatt Mendoza Hotel, Casino & Spa

Fique super em dúvida na escolha do hotel em Mendoza, mas facilmente ficaria neste hotel, o hotel é um clássico na cidade, 5 estrelas, localizado no centro da cidade, em frente à praça da Independência (principal da cidade), oferece uma acomodação luxuosa, decoração elegante em estilo contemporâneo.

 Chile 1124, 5500 Mendoza, Argentina

RESERVE AQUI.

 

Sheraton Mendoza Hotel

A rede é conhecida mundialmente, em Mendoza possuem um hotel 5 estrelas localizado a poucos passos da avenida San Martin com um restaurante que oferece uma vista 360 graus de Mendoza, os quartos possuem decoração moderna e elegante, o hotel oferece spa com tratamentos relaxantes e especializados.

 Primitivo De La Reta 989, M5500AEI Mendoza, Argentina

RESERVE AQUI.

 

 O QUE FAZER?

Acredite, o roteiro por lá não se resume apenas à vinícolas, mas de fato é o que mais atrai os turistas, afinal Mendoza é a terra do Malbec!

Como nosso tempo era curto, apenas 4 dias priorizamos no nosso roteiro experiências relacionadas à vinho, quem já visitou vinícolas sabe o quanto é cansativo o passeio para conhecer a produção e pensando nisso e por experiências anteriores pedi ao Léo (nosso guia) que nos ajudasse a montar um roteiro baseado em experiências diversas dentro desse universo e foi exatamente do jeito que planejamos!

O roteiro teve um pouco de cada e muitos passeios nos surpreenderam, de longe foram os melhores passeios em vinícolas que já fizemos!

Nós conseguimos conhecer desde a produção de um vinho, à formas como armazenam, realizamos degustações e também almoços, foram dias incríveis, intensos e divertidos.

Anote aí algumas dicas e sugestões de passeios:

1. Você pode visitar vinícolas e conhecer à plantação, produção e armazenamento de um vinho, marcar degustações ou almoços.

O que você precisa entender é que você precisa planejar bem as suas visitas, desde à reserva até à logística de deslocamento, setorizar o roteiro é importante, imagine que são mais de 1000 opções distribuídas em regiões, sugiro que tenha uma mapa de referência para isso, como nós queríamos aproveitar o melhor e de forma otimizada deixamos essa missão para o Léo Vendimia, nosso guia e ele mesmo cuidou de tudo, logistica, tempo, cronograma e nós apenas seguimos o bonde e curtimos muito.

Vendimia Wine Tour (Guia: Leonardo)

Whatsapp: +54 9261545-0651

2. Comodidade faz toda a diferença, conversamos alguns meses antes para ajustar minhas preferências (eu já tinha algumas referências de amigos) e ele tratou de ajustar em nosso roteiro, se você fizer por conta própria reserve com antecedência tudo.

3. As vinícolas do Valle do Uco vão demandar mais tempo de viagem, 100km da cidade + pouco dias não casava muito bem então optamos por não conhecer.

4. Existe um Bus Vitivinícola especializado em rotas nas vinícolas, passa pelos principais hotéis da cidade e percorre os caminhos do vinho, para maiores detalhes acesse o site: BUSVITIVINICOLA

5. No seu roteiro, você poderá programar duas visitas pela manha e uma à tarde (muitos lugares fecham das 14 - 17h)

6. Tente agrupar as visitas numa mesma região evitando grandes deslocamentos entre às vinícolas

7. Programe um almoço em uma vinícola para passar à tarde.

 

Luján de Cuyo

A região de Luján de Cuyo concentra as maiores e mais tradicionais bodegas, está mais próxima da cidade (aproximadamente 25 km).

– Catena Zapata, Pulenta Estate, Bodega Norton, Achaval Ferrer, Altavista, Belazco Baquedano, Bodega Benegas, Bodega Bressia, Carmelo Patti, Casarena, Familia Cassone, Finca Decero, Lagarde, Las Perdices, Lamadri, Luigi Bosca, Mendel, Nieto Senetiner, Renacer, Ruca Malen, Septima, Sottano, Tapiz, Terraza de Los Andes (grupo Chandon), Viamonte, Vistalba, Viña Cobos

Maipú (20 km do centro de Mendoza)

– Trapiche, Família Zuccardi, Carinae, Cecchin, Domaine St. Diego, Familia Di Tommaso, Finca Flichman, Lopez, Tempus Alba, Vistandes

Valle de Uco (100 km do centro de Mendoza)

– Salentein, Andeluna, Bodega La Azul, Atamisque, Benvenuto de la Serna, Clos de Los Siete (grupo com 7 vinícolas),Domaine Bousquet, Familia Mayol, François Lurton, Finca LA Celia, Gimenez Rulli, Monteviejo, O. Fournier
 

 RESTAURANTES E BARES

A gastronomia argentina sofre influência dos países colonizadores (europeus), Itália e Espanha foram os países mais influenciadores durante esse processo, em Mendoza a cultura europeia se mistura com à cultura andina em diversos momentos criando uma culinária espetacular e rica em tradições.

Sem dúvidas à carne é um dos principais ingredientes desta culinária.

Nos pratos argentinos é muito comum cortes de carnes nobres acompanhados de batatas, saladas ou queijos ou sofrer inflûências dos andinos com grãos.

Durante sua viagem se permita conhecer a culinária local experimentando uma parrilhada preparada sob calor da brasa durante horas e horas, resultado disso uma suculenta carne, sendo um prato bastante popular argentino.

Seguem algumas sugestões de lugares baseados em nossa experiência local:

 

Azafrán (@azafranresto)

O restaurante Azafrán foi à nossa primeira escolha para abertura da viagem em Mendoza, o restaurante faz uma releitura da culinária tradicional da argentina, conseguem aproveitar receitas e técnicas e somar à criações inspiradas na cozinha regional, é uma experiência agradável e memorável.

O mais legal é que por lá não existe carta de vinhos, eles possuem uma adega a qual um sommelier pode ajudá-lo a escolher um bom vinho, dispõem d e mais de 500 rótulos das melhores vinícolas de Mendoza, o Beto se empolgou por lá e tratou logo de escolher alguns vinhos para o nosso jantar.

Você pode almoçar ou jantar dentro da adega desde que faça uma reserva com bastante antecedência, nós não conseguimos vaga e ela é bem disputada.

Horário de Funcionamento: Domingo à Sábado das 12:00 - 15:30 e 19:00 - 00:00

 Calle Domingo F Sarmiento 765, Mendoza M5500GIQ, Argentina

 

Casa El Enimigo

O almoço no restaurante era uma dos momentos mais aguardados da viagem, não havia uma pessoa que já tivesse ido para Mendoza que não o recomendava, com isso criamos expectativas para o local e definitivamente TEM QUE TER NO ROTEIRO!

O restaurante pertence ao famoso Alejandro Vigil, enólogo da Catena Zapata (vinícola mais premiada da Argentina), possui uma proposta super interessante baseada na Divina comédia de Dante, o lugar foi idealizado com sua parceira Adriana Zapata.

No almoço é servido pães artesanais como entrada, pratos principais saborosos e muito muito vinho, sem restrições, por isso vale muito a pena reservar o almoço sem restrições de horários por lá, vá e curta o momento sem pressa e apreciando uma boa culinária acompanhada de bons vinhos.

O ambiente é bem agradável, você pode se sentar em uma mesa externa ou dentro do restaurante, nós ficamos em um ambiente externo super agradável com uma vista para o jardim.

Horário de Funcionamento: Domingo das 09:30 - 13:00 e Segunda-feira à sábado das 09:30 - 18:00

 Videla Aranda 7008 | Chachingo, Mendoza 5586

 

Casarena Restaurante

Casarena está localizada no coração de Perdriel, na construção de uma vinícola centenária, construída em 1937, que foi completamente renovada para o projeto. Logo na entrada fomos recebidos com um espumante e uma vista linda das montanhas, foi servido uma entrada preparada na brasa logo na chegada com vegetais.

 

Na sequência nos acomodaram em uma mesa e iniciaram um almoço harmonizado com vinhos da casa, comida muito boa, ambiente agradável, bonito e com uma vista de encher os olhos. Faça sua reserva para um almoço por lá e garanto que não vai se arrepender.

Horário de Funcionamento: Domingo à sábado das 12:00 às 15:30

 Brandsen 505 | Perdriel, Lujan de Cuyo, Mendoza 5509, Argentina

 

Restaurante Diplomatic

Chegamos em Mendoza após o horário do almoço, por conta do horário optamos realizar a primeira refeição no hotel que estávamos hospedados, uma grata surpresa, fomos bem atendidos e os pratos eram super fartos e saborosos.

O local é aconchegante, com bom atendimento gostamos muito.

Horário de Funcionamento: Domingo à Sábado das 06:30 à 00:00

 Avenida Belgrano 1041, Mendoza M5500FIU

 

Cordilhera Vinos y Fuegos

O restaurante foi uma grata surpresa, não havíamos feito reserva com antecedência em outros restaurantes, queríamos algo com bom custo x benefício e foi exatamente o que encontramos! Saímos cedo para jantar, só atravessamos a rua do hotel Diplomatic nos deparamos com uma parrilla maravilhosa, sem dúvidas foi a melhor carne da viagem! Se você gosta de carne, apenas vá!

O melhor, os preços do local é bem convidativo, o atendimento foi ótimo.

Horário de Funcionamento: Segunda-feira à Sábado das 18:30 às 23:30

 Avda Belgrano Esquina de Liniers | Esquina de Liniers, Mendoza 5500, Argentina

 

Cava de Cano

A cava de cano não estava em nossa programação, tivemos de que modificar de ultima hora e foi uma experiência diferente das demais que fizemos.

Na chegada fomos recepcionados em uma sala com empanadas e espumante, em uma sala privativa de pouca iluminação foi montado um banquete, literalmente o maior banquete que já tive na vida foi lá.

Eles iniciam o almoço com uma mesa de frios e aperitivos andinos, logo servem uma carne ao molho, na sequência uma massa e posteriormente uma sobremesa, bombons e cigarro.

Horário de Funcionamento: Domingo à Sábado das 06:30 à 00:00

 Avenida Gral San Martin 2488 | Mayor Drummond, Lujan de Cuyo Nº 2488, Mend

 

1884 Restaurante Francis Mallmann

Infelizmente o tempo foi curto para conhecer esse lugar, mas sem dúvidas ele não poderia ficar fora das indicações, quero voltar em Mendoza e ele estará no meu roteiro!

O restaurante é inspirado nos vinhos de Mendoza e na cozinha andina (influências incas ao norte) e influências europeias de sua colonização, o projeto resulta da idéia do Dr. Nicolas Catena Zapata e FRancis Mallmann, a bodega que abriga o restaurante foi construída em 1884 e possui mais de 600 rótulos de vinhos argentinos e 12.000 garrafas.

Horário de Funcionamento: Domingo à Sábado das 20:00 - 00:00

 Calle Gral Manuel Belgrano 1188, Godoy Cruz, Mendoza M5501APX,

Reservas: 1884reservas@francismallmann.com.ar

 

Avenida Aistides Villanueva

Parada obrigatória para uma noite em Mendoza, o local é super deslocado, divertido, nós optamos por emendar das vinícolas para esta rua no segundo dia de viagem, demos uma passeada pela rua e escolhemos um dos locais, o lugar tem lojas, bares e restaurantes, ponto de encontro noturno na cidade frequentado por mendocinos e turistas à noite.
 

 INFORMAÇÕES ÚTEIS

 

 Identificação: RG ou Passaporte (não necessita de visto)

➜ Moeda: Peso Argentino (as notas são: 5, 10, 20, 50, 100, 200, 500 e 1.000)

➜ Câmbio: 1 USD = 35 pesos argentinos / 1 real = 9 pesos (levamos dólares)

➜ Voltagem: 220V

➜ Tomadas: padrão I (tomada de 3 pinos achatados) - leve adaptador universal

➜ Contratar serviço de transfer é mais seguro e cômodo) - fechamos tudo com o Leonardo Vendimia

➜ Reserve as vinícolas que pretende visitar com a maior antecedência possível. A procura é grande e as vagas são bastante limitadas