O que fazer em San Andrés?

Chegou a hora de desvendar o mar de sete cores desta ilha, considerada o destino mais barato do caribe!

O mar azul de sete tons, certamente é assim que você vai encontrar em pelo menos 90% dos blogs, sites e descrições sobre San Andrés, o que posso garantir é que este título faz realmente jus à toda essa fama. 

Quando programei a viagem para a Colômbia descobri que esta ilha caribenha ficava há poucas horas de voo de Cartagena e como praia sol e mar combinam com férias fiz questão de adicionar o destino ao roteiro da Colômbia.

A ilha de San Andrés é considerada a mais barata do Caribe e por isso atrai muitos turistas latino-americanos, o mar supera a pouca infraestrutura da cidade e hotéis, San Andrés é um destino onde se come bem e barato.

Vá para a ilha sem expectativas de um caribe como Cancun, cheio de resorts all inclusive e hotéis 5 estrelas, mas deixe ela te surpreender com a culinária, o mar e o clima caloroso e você não se arrependerá!

 

   SOBRE O LUGAR

A Ilha de San Andrés está localizada no mar do Caribe e sua localização fica mais próxima da Costa Rica e Nicarágua (191 km a leste) que da Colômbia (cerca de 775 km a noroeste da costa), é a maior ilha do Arquipélago de San Andrés, Providencia e Santa Catalina.

Atualmente a economia está baseada no turismo e comércio (zona franca), tem pouca infraestrutura e o saneamento básico é precário, San Andrés não tem fonte de água doce e toda água local é dessalinizada. Você pode se deparar com lixo espalhado pelas ruas ou estradas da ilha e condições precárias em certas regiões.

A ilha é rodeada por ilhotas com mar azul turquesa espetacular como as ilhotas de  Santander (Cotton Cay), Rocoso (Rocky Cay), Aquário (Rose Cay), Córdoba (Haynes Cay) e Sucre (Johnny Cay). A ilha é pequena, com cerca de 13km de norte a sul, o centro fica localizado na parte norte e concentra hotéis, restaurantes e comércio local.

             

 COMO CHEGAR

Infelizmente não há nenhuma companhia aérea que faça voo direto a partir do Brasil até San Andrés, existem empresas que fazem conexões em cidades como Bogotá ou você pode programar uma ida de Cartagena se optar por mesclar os dois destinos na mesma viagem como fizemos.

Nós compramos o voo direto através da LATAM e o trecho de Cartagena à San Andrés durou em média 2 horas.

Saindo de São Paulo, Brasil.

Existem empresas responsáveis por esse translado:

  • COPA (conexão no Panamá) - Rota mais rápida, com voos diários saindo de São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife e Manaus. O voo do Panamá até San Andrés tem duração de 1 hora.

  • TAM/LAN (conexões em Lima,  Bogotá e Cartagena) - Voos saem de São Paulo e Rio de Janeiro. O Voo de Bogotá até San Andrés tem duração de 2 horas. Bogotá - Cartagena (duração 1h 30 minutos) e Cartagena - San Andrés ( optamos por esse porque iríamos voltar para Cartagena e Isla del Rosário)

VOO CARTAGENA / SAN ANDRÉS - DURAÇÃO 1H 29MIN 

DICA IMPORTANTE: Os países da América do Sul aceitam sua identidade como documento válido de identificação fora do Brasil, porém se você fizer um voo com conexão no Panamá (América Central) será exigido seu passaporte e a carteira de vacinação internacional da Febre Amarela.

Alguns amigos deixaram de embarcar pois estavam sem passaporte ou sem certificado de vacinação internacional, NÃO ESQUEÇA conferir com antecedência suas conexões e organize sua documentação para isso não atrapalhe sua viagem.

TAXA DE TURISMO

Todos os viajantes que desembarcam na ilha precisam pagar uma taxa de turismo (110.000 por pessoa), o pagamento é realizado antes do embarque, no guichê da empresa aérea, você deverá guardar o comprovante até o fim da viagem, pois vai precisar apresentar a taxa paga e carimbada na saída também, caso contrário precisará outra.

Saindo do Aeroporto: O aeroporto está a 1,2km do centro (zona beira-mar), a forma mais fácil é utilizar um táxi (negocie o valor antes da viagem), a corrida custa em torno de 15-20.000 pesos ou 10 dólares (quase o dobro), tente levar pesos já trocados vai facilitar o pagamento, destinos como Sant Louis custam entre 25-30.000 pesos.

  • Aeroporto / Hotel - tempo: 5 minutos

  • Táxi Aéreo/Hotel:  média 12.000 pesos (carros são sucateados)

Transportes na ilha

O deslocamento na ilha pode ser feito de bike, ônibus, moto ou carrinhos de golfe (nossa escolha) o legal é que um dia é suficiente para uma volta em torno da ilha e conhecer vários pontos turísticos em um só dia.

Caminhada 

A caminhada é uma boa pedida para conhecer a região central da ilha, conhecer lojas, visitar restaurantes e hotéis, porém se você não estiver hospedado nesta região aconselho outro meio de deslocamento público ou particular.

Carrinho de Golfe ou Mula 

A Mula é um carrinho semelhante ao carrinho de golfe porém com um motor mais potente, lá eles são super comuns, nós alugamos 1 dia (achei que foi suficiente) para conhecer toda a ilha, os outros passeios envolvem barcos e costumam durar o dia inteiro então não há necessidade de utilizar ou alugar uma mula para vários dias.

Diária: 9:00 am até a noite, podendo ser negociado o horário de entrega.

Comportam 2 a 6 pessoas dependendo do modelo

Valores: 70.000 a 100.000 COP + combustível 

Documento: é exigido carteira de motorista (há fiscalização de trânsito na ilha)

Táxi 

Lembro direitinho quando sai do aeroporto e entrei no táxi, a porta quase não quis fechar e por dentro havia ferrugens, espere encontrar carros velhos, sem taxímetro e sucateados, então meu conselho é utilize apenas em situações de real necessidade, negocie o valor antecipado sempre.

Ônibus 

Vantagem: economia financeira 

Desvantagem: poucos veículos públicos, são constantemente cheios e você vai gastar mais tempo nos deslocamentos.

 

  QUANDO IR 

Verão ou inverno = CALOR!!! Isso é um fato! 

O clima da ilha é quente, oscilando entre 26º e 29ºC.

Período de chuvas: maio à novembro (o que não significa temporais ou chuvas constantes, podem encontrar apenas manhãs nubladas e o resto do dia ensolarado)

Período seco: dezembro à abril

Alta temporada (mais caro): Final de dezembro a janeiro e meados de julho/agosto, além da semana santa.

Baixa temporada (bons preços): maio,junho, setembro e outubro são bons para encontrar ofertas de hotéis e negociar valores de passeios.

Furacões: A ilha está fora da rota dos furacões, porém por está no caribe sofre influências no clima relacionadas a eles, como ventos,  chuvas e tempo nublado mais comuns entre agosto e outubro. 


 

 ONDE FICAR

O perfil de hospedagem da ilha é inferior às demais ilhas do caribe, é um FATO! Os hotéis são mais simples, mesmo quando considerados “resorts”, você vai encontrar opções de hostels, quartos compartilhados, enfim de todos os tipos, no geral  à hospedagem não é o ponto forte da ilha quando comparada à hospedagens no caribe.

O ponto crítico ao escolher a sua hospedagem vai envolver a opção banho, em lugares mais simples as hospedagens costumam oferecer apenas chuveiro frio, é o costume local. Aconselho olhar sempre nos comentários e avaliações dos hóspedes antes de fechar a sua hospedagem para não ter surpresas, fizemos isso e deu super certo!

Nossa escolha foi baseada na localização, optamos pela região central com opções disponíveis de restaurantes, bares, comércio, câmbio e praia e próxima ao aeroporto se puder, priorize também. 

Minha sugestão para o viajante que busca locais mais reservados e dispensa o fuzuê é optar por hotéis próximos a praia em Saint Louis, é uma das regiões mais bonitas e com pouco comércio.

  • Hotel Casablanca

O hotel escolhido foi baseado na localização e nota dos hóspedes, em todos os sites de reservas se dúvidas era a hospedagem mais recomendada, foge do padrão resort porém possui uma boa estrutura, limpo, com piscina, restaurantes e um café da manhã animado com trilha sonora caribenha. 

A melhor definição da localização é “está no olho do furacão”.

 Av Colombia N3-59 San Andres Islas

  • Decameron Resorts 

Os hotéis mais estruturados e com perfil resorts all inclusive são da rede Decameron, são diárias mais salgadas, vale a pena quando a sua busca é por descanso e curtir o local, pense bem se caso o seu objetivo é explorar a ilha, fazer passeios de barcos e avalie o custo x benefício do investimento no valor da hospedagem. A vantagem é que você tem o serviço all-inclusive no pacote então já tem idéia dos custos da alimentação antes mesmo de chegar lá. Opinião pessoal: não necessita hospedar em resorts da rede Decameron pois a maior parte do tempo você ficará fora do hotel. 

 

 O QUE FAZER?

Organizamos o nosso roteiro baseado na quantidade de dias que iríamos ficar na ilha, então se eu puder sugerir fique no mínimo 4 noites por lá, assim você vai poder aproveitar com calma os lugares que a ilha tem para oferecer, logo que chegar levará um bom tempo então o ideal é poder curtir sem pressa o lugar.

Não há um controle de turistas nas ilhotas ao redor de San Andrés, então espere encontrar praias cheias e algumas vezes superlotadas, alguns passeios optamos por fazer privativo para aproveitar melhor os locais. 

 

➜  Volta na ilha 

  • Volta na ilha - 28 km - roteiro: praia principal Johnny cay - sprat bight - hoyo soprador (fenda no meio das pedras que solta vento devido as ondas do mar)  - la piscinita - west view (snorkel) - fazer sem pressa, aproveitando cada parada e no dia seguinte escolher algum local para repetir 

  • Hoyo soprador - local público, porém os nativos “forçam” o turista a consumir para entrar no local, não vale a pena.

  • Aluguel mulle:  2 pessoas (150.000 pesos) e 4 pessoas (200.000 pesos)

Passeio de barco privativo 

  • Alugar um barco privativo (tipo flutuante) - vantagens de viajar em grupo, poder de negociação e definição de roteiro personalizado

  • Valor do flutuante: 1.000.000 pesos 

  • Conhecer ilha (acuario) e fazer snorkel, tour das mantas raias (não curto muito a idéia de tirar foto com bichos assim) se você tiver sorte em um snorkel conseguirá vê-las em seu habitat natural 

Peatonal 

É a praia do centro e mais popular da ilha, com restaurantes e bares e próximas das lojas também, oferece melhor estrutura aos turistas, um calçadão para caminhar no fim de tarde com barraquinhas, lojas e comidas típicas. 

Mergulho 

Mergulho -   empresa Blue Dive, 70U SD por pessoa, visibilidade pode chegar à 90 mts

➜ Jhonny Cay 

Alugar um  barco privativo - ilha próxima, fecha às 15:00 pm ( Valor 1.000.000 pesos + taxas 65.000 12 pessoas), a travessia dura em torno de 15 minutos, o mar e a paisagem ali surpreendem qualquer viajante e superam muitas ilhas no caribe.

Praia de Saint Louis 

Beach Club (Acqua - praia de Saint Louis)

Cocoplum

Praia tranquila, quase sem ondas, onde é possível ir até Rocky Cay caminhando, por posssuir um mar azul cristalino e um banco de areia branquinho acabou virando um dos locais preferidos pelos turistas, fica na localidade de Saint Louis, frente a ilha de Rocoso. 

Providência e Santa Catalina

São ilhas que pertencem à San Andrés e são possíveis de visitá-las de barco em um bate e volta ou de avião (menos de 1h de voo), não consegui encaixá-las no meu roteiro por falta de tempo no cronograma da viagem, mas pelas fotos parecem incríveis, meu palpite seria programar uma noite em cada uma delas no mínimo para valer a viagem e não ficar tão cansativo.

Outros pontos turísticos: Casa Museu da ilha ( local cultural com costumes dos habitantes), La piscinita
 

 RESTAURANTES E BARES

O que esperar da culinária na região? Muitos peixes e frutos do mar! 

Nos pratos caribenhos você encontrar mariscos, lagostins, caranguejos e anchovas acompanhados de arroz de coco (tradicional), patacon (base de banana verde) e raízes como inhame e mandioca.

Pratos típicos: rodón, bolinho de peixe, sopa de caracol, caracol cozido, cocada, bala de coco, gergelim doce, torta de milho e de banana.

Não deixe de experimentar as comidas locais e bebidas como o drink coco loco ou uma limonada de coco, um refrigerante de maçã (famoso por lá)

Sugestões: 

  • La Regatta

Talvez seja o restaurante mais famoso e tradicional da ilha, o lugar é tão disputado que recomendo fazer uma reserva com antecedência para garantir o seu jantar, a comida é realmente saborosa e a decoração encanta parece mais um museu com tantos artigos na decoração, o restaurante é feito de madeira e sobre palafitas e um píer próprio, reservamos no jantar com luzes o lugar fica ainda mais encantador, vale a visita! Atente-se ao vestuário, evite havaianas e blusas regatas (não é permitido).

Horário de Funcionamento: Segunda-feira à domingo das 12:00-15:00 e 18:30-23:00 

Cra. 1 #3 - 121, San Andrés.

  • Peru Wok San Andrés

O restaurante nos surpreendeu, apesar de ser um restaurante focado em comida peruana é possível encontrar opções no cardápio com massas e frutos do mar excelentes o que é possível agradar gregos e troianos, o lugar é simples porém o serviço foi super rápido com uma comida saborosa, os pratos são bem servidos alguns servem até 2 pessoas tranquilamente, entrou para a lista dos nossos queridinhos da ilha. 

Horário de Funcionamento: Segunda à Sábado 12:00-22:00h e aos domingos 12:00-17:00h 

1a-2 a, Cl. 1 #168, San Andrés

O restaurante possui um ambiente mais formal, na verdade encontram-se vários restaurantes em um ambiente com mesas no salão e varanda para a praia.  

Horário de Funcionamento: verificar os horários no site pelos links.

Avenida Colombia con Avenida Costa Rica, 3-59

Reserve um tempinho da sua viagem para curtir o lugar, o bar/restaurante fica na praia e possui uma estrutura para você curtir o dia com tranquilidade, com guarda-volume, tendas, cadeiras, boa culinária e serviço de bar com drinks.

O estacionamento é gratuito então vá para curtir o dia sem pressa, aproveite para realizar snorkel e tirar belas fotos, você pode atravessar o mar em direção a uma ilha logo à frente da praia por um banco de areia ou andar de jetski na praia.

Via San Luis Sector Cocoplum Bay Santa Isabel | Via San Luis Sector Cocoplum Bay.

 

 INFORMAÇÕES ÚTEIS 

  • Identificação: Passaporte ou Rg (fique atento à sua conexão, no caso da empresa aérea Copa ela é realizada no Panamá e exige passaporte)

  • Vacinação: A vacina da febre amarela é obrigatória, sem comprovante internacional você não embarca (vacinação com no mínimo 10 dias de antecedência da viagem)

  • Moeda: Peso Colombiano (trocar real por peso compensou mais na época, mas verifique antes, eu costumo levar dólar sempre)

  • Clima: Quente  e úmido (na mala: roupas leves e tecidos frescos)

  • Voltagem: 110V

  • Seguro viagem é sempre válido. 

  • Taxa de turismo (110.000 por pessoa) - pagar antes de embarcar no guichê da empresa aérea (nosso voo foi pela latam)

  • Zona Franca: Compras podem ser interessantes, mas o meu alerta vai para o cuidado em produtos falsificados 

  • San Andrés é uma ilha quente durante todo o ano; não deixe de levar roupas leves, protetor solar e chapéu. É recomendável, também, ter um calçado para mergulho e snorkel, evitando, assim, os gastos com aluguel.

  • É importante lembrar que grande parte dos estabelecimentos comerciais funciona em um horário diferente do Brasil. As lojas abrem em torno das 9h, fecham às 12h30 e reabrem às 15h, funcionando até as 20h/20h30. 

  • Muitas tomadas na região possuem dois pinos chatos e um pino redondo; para evitar problemas para recarregar seus equipamentos eletrônicos viaje preparado com um adaptador. Não esqueça de levar um adaptador universal de tomada