TUDO SOBRE BANGKOK

O que fazer na capital da Tailândia? Chegou a hora de desvendar Bangkok!

 SOBRE O LUGAR

 

Bangkok, Bannguecoque ou Banquoce pouco importa, todos são considerados corretos, é a capital do país e também a cidade mais populosa da Tailândia, centro econômico, cultural e religioso, encanta os turistas que a conhecem.

A grande Bangkok reúne cerca de 14,6 milhões de habitantes, a cidade já passou por lutas políticas ao longo do século XX, destas resultou na abolição absoluta da monarquia, sofrendo vários golpes.

Juro, antes de ir eu não imaginava o tamanho do respeito e amor que os tailandeses possuem pela família real, apesar de hoje a família real da Tailândia não governar ativamente o país os tailandeses veneravam o rei, a cada esquina haviam fotos do rei e o nosso guia, o querido Thea fez questão de nos transmitir essa mensagem.

Após a queda da monarquia, diversas empresas resolveram investir na cidade, que passou a sediar multinacionais se tornando uma das principais forças regionais de finanças e negócios.

A capital se tornou um centro internacional de transporte, saúde, arquitetônico (com grandes templos, museus e bibliotecas) se tornando  um dos principais destinos turísticos do MUNDO!

É presença obrigatória em um roteiro para o sudeste Asiático, não é em vão que durante 4 anos ocupou a vaga de MELHOR CIDADE DO MUNDO por uma revista conceituada do turismo mundial.

Vista como Hub asiático, à capital da Tailândia é muito mais do que um ponto de partida para outros destinos,  2 ou 3 dias são insuficientes para aproveitar o melhor de Bangkok, reserve em seu roteiro no mínimo 4 dias para explorar bem à cidade!

 

 COMO CHEGAR

 

São Paulo, Brasil.

Existem empresas aéreas que saem de São Paulo e Rio de Janeiro com destino a Bangkok e as conexões podem ser feitas na Europa ou no Oriente Médio, não há voos direto e são pelo menos 24 horas de voo até chegar lá!

A minha sugestão é que você pesquise valores antes de ir pelo site do skyscanner, decolar ou kayak antes de ir e busque pelo melhor preço e a melhor logística.

Minha experiência:

As duas vezes que viajamos para Bangkok utilizamos a empresa Emirates, como a primeira experiência havia sido agradável, optamos por repetir o voo. A Emirates está entre as melhores companhias aéreas do mercado mundial, possuem um serviço de bordo impecável.  

A conexão dos voos da empresa são no oriente médio (São Paulo | Dubai | Bangkok), quanto a nossa experiência com o voo, só tenho elogios para a empresa, apesar de ser o voo mais longo da vida, também foi o mais incrível, no vôo eles serviam Salmão, Cordeiro, risotos, sobremesas incríveis, vinho à vontade e por uma pequena taxa você conseguia utilizar o wi-fi sem problemas, gostamos tanto que no ano seguinte compramos pela mesma empresa aérea.

Me arrependo de não ter realizado um Stopover em Dubai, na maioria das vezes você pode realizar essa pausa na cidade de conexão sem aumento de custos durante a simulação da compra você consegue realizar o comparativo de valores, as vantagens é que a viagem se torna menos cansativa e você conhece mais um destino.

Na época eu nem sabia o que era Stopover, juro!
 

  QUANDO IR

 

Pior época: abril à outubro (quente, com chuvas e monções)

Melhor época: Novembro à fevereiro.

Alta temporada: Dezembro à fevereiro

*Informação válida para Bangkok.

 

  ONDE FICAR

 

Gostamos tanto do hotel da lua de mel que no ano seguinte resolvemos repetir o mesmo com os amigos e todos se surpreenderam com o que encontraram, hospedagens com bom custo x benefício é o que não falta na Tailândia inteira, sua escolha vai depender do que você prioriza, minha sugestão é que você namore os hotéis pelo booking.com e seja feliz, você vai encontrar muitos hotéis incríveis, meu conselho antes de olhar, estipule o valor que você está disposto a pagar e liste suas prioridades, isso facilitará sua escolha.

Aqui, deixei 3 opções de hotéis que facilmente eu me hospedaria, sendo o primeiro hotel o nosso queridinho! Sugestões de hospedagem:

 

➜ Eastin Grand Hotel Sathorn

O hotel está conectado à estação de metrô de superfície Surasak, por meio de passarela própria.

O hotel tem uma piscina de borda infinita ao ar livre, uma academia bem equipada e 4 opções gastronômicas no local, fica a poucos minutos do centro de Bangkok através do metrô de superfície (Skytrain), situado a 45 minutos de carro pela rodovia.

Os quartos são novos, modernos e espaçosos. Sathorn é uma ótima escolha para viajantes interessados em templos, cultura e passeios.

 33/1 South Sathorn Road | Yannawa, Sathon

RESERVE AQUI.

 

➜ Radisson Blu Plaza Bangkok

O hotel fica a 200 metros da estação de metrô MRT Sukhumvit e da estação de metrô de superfície BTS Asoke.

A propriedade conta com piscina ao ar livre e restaurantes, que servem pratos da culinária tailandesa e internacional. Situado não muito longe da vibrante vida noturna de Bangkok, fica a 3,6 km de Patpong (bairro de entretenimento da cidade) e a 7,7 km da famosa e animada rua Khaosan Road (rua dos mochileiros). O Aeroporto de Suvarnabhumi está localizado a 21 km do hotel.

Wattana é uma ótima escolha para viajantes interessados em vida noturna, roupas e compras. 

 489 Sukhumvit Road, Klongtoey Nua, Wattana 10110 

RESERVE AQUI.

 

➜ Anantara Sathorn Bangkok Hotel

Localizado no Centro Financeiro de Bangkok, o hotel oferece acomodações de luxo com varanda privativa.

Você pode relaxar no spa, manter a forma na academia 24 horas e nadar na piscina ao ar livre. Os quartos do Anantara Sathorn possuem janelas panorâmicas com vista da cidade de Bangkok.

Para sua comodidade, um transfer gratuito de ônibus está disponível para a Estação Skytrain (metrô de superfície) Chong Nonsi. Sathorn é uma ótima escolha para viajantes interessados em templos, cultura e passeios.

 36 Narathiwat-Ratchanakarin Road, Sathorn, 10120 

RESERVE AQUI.

 

TRANSPORTE 

 

1. Tuk-tuks

São transportes tradicionais do país, triciclos motorizados com uma adaptação de “cabine”  para 2 ou mais passageiros, espalhados por todos os lados de Bangkok. Na Tailândia, a corrida de tuk -tuks são atraentes entre 20 e 30 BHT, mas nem sempre é o mais seguro. Tivemos uma experiência um tanto quanto desconfortável por lá, os motoristas não falam muito bem inglês e fizemos uma corrida a qual o motorista nos levou em uma loja de ternos antes do destino final, geralmente estas lojas pagam a gasolina deles para levarem clientes até a loja, como saímos da loja rapidamente, ele ficou contrariado conosco e nos deixou distante do ponto acordado, geralmente eles levam os passageiros nestas áreas de compras, diferentes do destino original.

2. UBER

Utilizamos uber em Bangkok sem muitos problemas, até acho uma das melhores opções por lá! Mas dependendo do horário prepare-se para um congestionamento cabuloso.

3. Metrô (MTR)

Arriscamos andar de metrô na capital tailandesa e foi uma aventura à parte! Foi divertido, nos perdemos e nos encontramos diversas vezes, mas encontramos diversos tailandeses atenciosos e prestativos que nos ajudarem, vale super vale a experiência! O metrô (MTR), Skytrain (BTS) e os barcos coletivos são opções seguras de transporte.

4. Táxi

O valores da corrida são super em conta! O grande problema é o taxímetro, nessa história sua corria poderá ser inflacionada pelo motorista, alguns amigos utilizaram táxi e não tiveram boas experiências, uns relataram que o motorista enrolou no meio do caminho para tornar a viagem mais longa e faturar mais. Se você tem a opção do UBER não faz sentido utilizar táxi.

5. Aluguel de veículos

É possível alugar um carro ou moto, porém a CNH brasileira ou a carteira internacional de habilitação não são aceitas, você precisará de um documento tailandês específico. Nos veículos o volante é do lado direito. Não aconselho esta opção na capital. As famosas scooters são alugadas até sem carteira de motorista, mas eu achei meio loucura andar de carro por lá

 

  O QUE FAZER?

 

TEMPLOS

Bangkok possui mais de 3.000 templos budistas, impossível conhecer todos! Fiz uma sugestão de templos que nós visitamos, é muito interessante realizar essa imersão no mundo do povo tailandês, entender sua religião e seus princípios.

A  Tailândia foi o primeiro país não cristão que visitei e foi lá que aprendi uma lição de vida e puder perceber que o mundo vai mundo além do que o que a gente vive!

O tailandês é um povo de fé e tradições, respeitam sua religião e me ensinaram a admirar as pessoas de fé, independente da sua religião.

Temos um berço cristão e conhecer e respeitar a religião do próximo é muito importante, pra mim é um ato de amor!

Como eram muitos templos, pesquisei sobre guias em Bangkok por muitos meses, achei o Thea, um tailandês que fala português e logo contratamos todos os passeios na capital com ele, lugares assim eu acho super válido um guia local, visitar o templo foi linda mas visitar e conhecer sua história a fundo foi incrível.

O Thea achava engraçado o nosso perfil de turista, em vez de pedir a ele locais turísticos tradicionais nós pedimos que nos levasse aos locais que ele frequentava, nos templos que ele ia com a família e foi incrível!

Eu e Beto temos o costume de buscar por lugares em que os locais frequentam, os pontos turísticos nem sempre conseguem passar para você a realidade local.

Seguem as sugestões de templos que visitamos, não vou conseguir listar todos porque alguns em que o Thea nos levou não eram turísticos.

No “Baixe o seu roteiro” vou adicionar o roteiro da lua de mel e da viagem com os amigos para que vocês possam ter idéia da logística de visitação dos templos, aqui apenas detalharei sobre cada um deles.

Empresa: Experiência Tailandia

Nome do guia: Thea

Celular/WhatsApp: +66 98 825 3344

E-mail: info.exptailandia@gmail.com

 

 DICAS IMPORTANTES:

  • ➜ Prepare-se para o calor, use roupas leves e sapatos práticos.

  • ➜ Fuja das roubadas: Ao redor do Grand Palace você pode ser abordado por pessoas que dirão que o templo está fechado e vão sugerir um passeio alternativo de Tuk Tuk. NÃO caia nessa!

  • ➜ Respeite as regras de vestuário, confira aqui.

  • ➜ Na entrada, existem ambulantes vendendo sarong 100-200BHT (eu comprei, porque queria ir temática hahaha), mas na entrada você também pode pegar uma calça emprestada (que meio mundo vestiu)

  • ➜ Khao San Road - quem se hospedar nessa região conseguirá ir caminhando até o complexo.

  • ➜ O complexo é um local sagrado para o tailandeses, lembre-se que antes de ser um local turístico é um local de adoração.


1. Grand Palace (antigo palácio do rei)

O Grand Palace é sem dúvidas o templo mais visitado de Bangkok, o lugar fica incrivelmente abarrotado de pessoas diariamente!  Foi residência da família real da Tailândia por 150 anos, são lugares sagrados para o povo tailandês, um lugar de fé e oração, até hoje o palácio é utilizado  para realização de cerimônias reais anualmente, como casamentos, banquetes do estado, coroações e até funerais.

O palácio fica dentro de um complexo murado junto com outros templos, palácios, jardins, o gabinete do secretário particular do rei e o Instituto Real da Tailândia, na visita você poderá aproveitar para visitar todos eles.

É dividido em 3 zonas principais:

1. Outer Court (casa dos oficiais reais, prédio públicos e o Templo do Buda de Esmeralda)

2. Middle Court (onde as residências e prédios mais importantes se encontram)

3. Inner Court (exclusivamente reservado ao rei e a sua rainha).

Você também pode finalizar sua visita no completo e assistir o pôr do sol  no Chao Pharya, o rio que passa por Bangkok que fica bem próximo.

Chegando lá, existem duas entradas, uma apenas para tailandeses e outra para estrangeiros, lembro que no dia nós passamos por uma entrada e o nosso guia por outra.

Você ficará deslumbrado com a arquitetura do lugar, alguns locais possuem prdes revestidas de pedras e detalhes em dourado, mosaicos gigantescos que brilham muito na luz do sol.


​​​Horário de Funcionamento: Diariamente das 8:30 às 03:30 pm

Entrada (valor): 500 BHT

 Rua Na Phra Lan Road
 

2. Wat Phra Kaew (Templo do Buda de Esmeralda)

Esse é o templo mais famoso e sagrado da Tailândia.

O Buda encontra-se  na posição de meditação e foi esculpido em um único bloco de jade verde e por isso recebeu o nome, à estátua não contém esmeraldas, seu nome oficial é  Phra Sri Rattana Satsadaram, que significa "a residência da Santa Joia Buda".

O Buda deste templo não pode ser fotografado, os tailandeses acreditam que trata-se da escultura de Buda mais antiga, o que a torna um objeto muito adorado.

Assim que se sai da capela, há um modelo do Angkor Wat, o mais famoso conjunto de templo e palácios do Camboja,  no qual a estátua foi abrigada quando estava sob o controle siamês, passe pelas estátuas guardiãs gigantes na sacada do templo para ver murais retratando a lenda de Ramayana.

Existem estátuas e figuras mitológicas em toda a extensão deste complexo de templos.

 

Horário de funcionamento: 8:30am – 3:30pm

 Rua Na Phra Lan Road

Entrada (valor): 500 BHT

 

3. Wat Pho (O Templo do Buda Deitado)

Wat Pho é um dos templos mais antigos de Bangkok, também conhecido como “templo do Buda Reclinado”, mede 46 metros de comprimento e 15 metros de altura, coberta de folhas de ouro. Os pés da estátua medem 4 metros e são decorados com madrepérola.

Atrás, existem 108 taças de bronze que representam características positivas diferentes do Buda e sorte, onde é possível depositar moedas. No complexo existem milhares de imagens do Buda espalhadas, mas a principal e que chama atenção é o Buda reclinado.

O Wat Pho fica localizado bem ao lado do Grand Palace e utiliza as mesmas tradições de vestuário, existem visitas guiadas disponíveis.

 

No templo há uma universidade médica e uma escola tradicional de massagem tailandesa, leve um trocado pois é possível realizar uma massagem ou se inscrever em cursos de massagem.

 

Horário de funcionamento: 8:20am às 18:30pm 

 Th Sanam Chai (próximo da estação de barco Tha Tien)

Entrada (valor): 100 BHT

 

4. Wat  Arun (Templo do Amanhecer)

O Wat Arun fica às margens do rio Chao Phraya, ao lado oposto do Grand Palace.

Você pode apreciar o amanhecer ou o fim de tarde neste lugar, nós aproveitamos o dia de visita do Grand Palace e atravessamos até ao templo de barco no fim de tarde com nossa guia, se você chegar no final do dia, lembre-se de ficar no lado leste do rio para ver o pôr do sol atrás do templo. na época que o visitamos, encontramos um templo em reforma e fechado para a visitação, estava rolando um festival de cultural no jardim com música e culinária típica tailandesa e aproveitamos para conhecer os doces das barraquinhas, maravilhosos.

O templo é revestido com conchas e porcelanas, possui cores sóbrias em relação aos demais templos de Bangkok, foi construído no século XVII e é composto de quatro torres cobertas com cerâmica chinesa, você pode subir na torre principal e aproveitar uma vista da cidade de Bangkok, se não estiver disposto à pegar um barco e atravessar o rio você pode assistir o pôr do sol do restaurante Sala Rattanakosin próximo ao complexo do Grand Palace que possui uma vista para o templo do amanhecer.

Dizem que o melhor horário para conhecer o templo é ao amanhecer, quando o sol reflete e dá um brilho no templo, mas se não for possível coloque na programação após a visitação do Grand Palace.

Para chegar ao Wat Arun você deve cruzar o rio. Pegue uma barca que faz a travessia, partindo da estação Tha Tien Pier.

 

Horário de funcionamento: 8:00am – 18:00pm

  Th Arun Amarin (barcos fazem a travessia a partir da estação Tha Tien)

Entrada (valor): 50 BHT

INFORMAÇÃO EXTRA:  Orçamento do passeio (nov/2015) - City Tour Privativo: Grand Palácio (15/16 USD), Templo do Buda Esmeralda, Templo do Buda Reclinado (What Pho 8:00 am-18:30pm) - 100 BHT/pessoa ou 3.5USD, Templo do Amanhecer, valor do tour: 3.000 BHT (85USD) - nov/2015 + tickets

 

5. Wat  Traimit ( Templo do Buda de Ouro)

O templo possui a estátua de ouro de Buda do mundo, ouro maciço com aproximadamente 3 metros de altura e 5,5 toneladas.

Dizem que esta estátua foi coberta de gesso para esconder o ouro, por um acidente foi quebrada e visto que seu interior era de ouro,

O templo está localizado no bairro Chinatown. 

 

Horário de funcionamento: 8:00am – 17:00pm

  Th Mitthaphap e Th Traimit (de barco pela estação Tha Ratchawong ou de metrô pela saída 1 da estação Hua Lamphong)

Entrada (valor): 50 BHT

 

  RUAS E LUGARES FAMOSOS

 

1. Khao San Road (rua dos mochileiros)

Considero uma destino interessante para todo tipo de viajante que inclui Bangkok no seu roteiro. Durante o dia é uma rua comercial, mas quando chega a noite a rua se transforma, é agitada, cheia de restaurantes, comidas de ruas, barzinhos quinquilharias e visitada por mochileiros de todo o mundo!

Esqueça os templos, por lá a vida noturna, os turistas tomam conta do lugar, se busca um happy hour, cerveja barata e música alta esse é o lugar! A rua é curta, mas possui uma diversidade enorme, aproveite para se encarar as comidas de rua, as barracas com insetos e bichos exóticos(coragem senhiiiiiior), beber os famosos drinks no balde (tradicionais na tailândia), conhecer o spa com peixes nos pés (fish massage por 150 BHT) e seu espírito jovem e aventureiro.

Alguns viajantes gostam de ficar hospedados nesta região, se esta é a sua opção prepare-se para conviver com barulho a noite toda, , nós optamos por apenas ir até ao local conhecê-la, se você não é do movimento programe apenas uma ida para conhecê-la, a região possui várias opções de hotéis de baixo e médio custo, as ruas ao redor tem melhores alternativas de bares e restaurantes, porém um pouco mais caros.

Sabe aquela imagem que temos na cabeça de uma Bangkok muito louca, onde tudo é possível e tudo pode acontecer? A rua tem de tudo e para todos os gostos, é a famosa rua dos mochileiros conhecida mundialmente. Vale a pena ir! Mesmo que seja para dizer “amei” ou “odiei” vá!

 

2. Chinatown

A avenida local Yaowarat Road de dia é repleta de lojas famosas por vender ouro, mas quando o sol se põe a região fica repleta de placas luminosas e se torna um centro gastronômico, cheia de restaurantes e barracas simples, com mesas e cadeiras nas calçadas e um menu exótico com ótimos preços!

A Yaowarat Road não é apenas um local de imigrantes chineses, com seus painéis coloridos nos prédios, lojas, camelôs, feiras e um trânsito bem caótico dão o clima  diferenciado ao lugar.

 MRT, estação Hua Lamphong

 

 SHOPPINGS E CENTROS DE COMPRAS

 

1. Siam Center

Bangkok tem oportunidades para todos os gostos, visitar os templos é ótimo mas nada impede de você conhecer centro de compras, isso também faz parte da realidade de lá, o mais incrível de Bangkok é isso, à diversidade!

Você não vai sair do Brasil e viajar para a Tailândia para fazer compras certo? Mas estando lá e com tempo disponível, por que não? Os shoppings de Bangkok são uma boa oportunidade para compras de eletrônicos, alguns amigos saíram de lá com iphones, GoPro, apple watch e acessórios.

A região de compras é um contraste enorme com a programação de templos, possui ruas largas, movimentadas e vários shoppings colados um no outro e uma variedade enorme para consumo.

A movimentada Sukhumvit é uma avenida comercial e de entretenimento que atravessa o coração de Bangcoc.A avenida é um paraíso de compras, com shoppings contemporâneos, butiques independentes, lojas da moda de luxo e mercados de rua. Sugestões:

➜ Siam Center

➜ MBK Center

➜ SIAM Discovery

➜ SIAM Paragon

 

2. Chatuchak

Na segunda visita à capital, com já havíamos conhecido boa parte dos templos mais famosos de lá resolvemos conhecer outros pontos turísticos legais da cidade, pedimos novamente ao Thea (guia) sugestões de locais enquanto ele levaria nossos amigos aos templos.

A sugestão foi o maior mercado a céu aberto da Tailândia, sabe a rua 25 de março no centro de São Paulo? É miniatura perto deste lugar! É aquela velha história, se você é moabeiro vai amar (como eu) mas se não curte a muvuca vai ser tenso ficar lá (como o marido), a sensação é de um laribinto sem fim abarrotado de pessoas por todos os lados!

O Chatuchack Weekend Market, foi criado em 1942, é o maior mercado da Tailândia e do mundo! Mas não pense que é desorganizado, é uma bagunça organizada! São 14 km quadrados, 8 mil stands, divididos em 27 zonas e 11 categorias, recebem 200 mil visitantes ao dia (30% turistas)

Então, vale a pena um mapa na mão para aproveitar da melhor maneira às compras, dá pra passar o dia inteiro por lá, almoçar, realizar massagem (todo lugar é lugar né? afinal é Tailândia)

O que encontrar por lá?

roupas, acessórios, artesanato, cerâmica, móveis e objetos de decoração, comida e bebida, plantas e material de jardinagem, arte, animais e acessórios, livros, discos, antiguidades e objetos colecionáveis, souvenirs, miscelâneas e roupas usadas.

Sabe aquele momento a viagem que você tira para comprar souvenirs ? Esse é o lugar! Não deixe de barganhar, você conseguirá baixar o preço! Conselho, se você encontrou e gostou, compre pois você pode se perder e nao achar mais! Tente chegar cedo ao  mercado para aproveitar melhor.

 

Horário de funcionamento: Sábado à domingo das 9:00 às 18:00 pm

Entrada: gratuita 

 587/10 Kamphaeng Phet 2 Rd, Khwaeng Chatuchak, Khet Chatuchak, Krung Thep Maha Nakhon.

Estação BTS Mo Chit (saída 3) + 5 minutos de caminhada até o mercado ou metrô Kamphaeng Phet - MRT  (saída 1) e já dá na entrada da zona 2.

 

 MERCADOS

 

1. Damnoen Saduak (mercado flutuante)

O mercado Damnoen Saduak está localizado à 100 km de Bangkok, na província de Ratchaburi, existe há mais de 100 anos e é uma representação da forma como o comércio local tradicional funciona na Tailândia, porém com o tempo o mercado se tornou bem turístico, com preços inflacionados e não muito atrativo para os locais.

Se decidir conhecer este mercado, não vá com intenção de compra de souvenirs, mas de viver a experiência de como funciona um mercado flutuante na Tailândia.

Nós adoramos, passeamos por todo o mercado, provamos várias frutas, sorvetes e comidas locais preparadas ali na sua frente, comemos muito e vivenciamos a experiência, descemos em algumas lojas, namoramos os souvenirs, negociamos valores de tudo, é interessante como eles desviam ds barcos você jura que vai bater, dá até palpitação!

Para chegar ao merecado nós optamos por fechar com um guia (tour privado) que nos buscou no hotel, acho mais confortável do que realizar missões de vai pra lá e para cá de ônibus, não é tão do lado assim certo? Boa parte dos pacotes em agências incluem o transporte de ida e volta, almoço e outras atrações. Eu considero a melhor forma de conhecer o lugar.

O táxi de Bangkok até o mercado sai em torno de 80USD (podendo ser negociado com o motorista o roteiro)

O Thea estacionou o carro e nos levou até o local para embarcarmos em um barco motorizado (long tail boat), chegamos ao mercado através de canais que passa pelo vilarejo, uma aventura a parte! Adoramos!

Neste mercado você vai encontrar de tudo um pouco, é uma experiência interessante.

 

Horário de funcionamento: Seg–Dom: 9:00–13:00pm

 Bang Phae-Damnoen Saduak Rd.

INFORMAÇÃO EXTRA: Orçamento do passeio privado (nov/2015) -  130USD - Ingresso barco : sem motor 800 e com motor 1300 baths


2.  Mercado do Trem de Maeklong

Nós visitamos o mercado do trem antes no mesmo dia do mercado flutuante, geralmente os passeios são casados no mesmo dia, em 2015 o trem não estava funcionando e então não asssitimos a cena do trem passando e os vendedores se organizando, queríamos muito ter visto, uma pena! Mas tenho uma boa notícia, se você está com a viagem programada para lá, o trem voltou a passar por lá novamente e é sim possível assistir a cena, deve ser impressionante, eles recolhem uma parte da mercadoria um pouco antes do trem passar, tudo muito rápido, tente fechar o passeio com alguma agência para você não perder tempo, eles geralmente sabem ao certo os horários que o trem passa por lá. 

Aproveitamos a feira e conhecemos como funciona os mercados de comida do tailandês, a higiene é bem precária, por lá aproveitamos para experimentar alguns doces locais das barraquinhas de rua, é comer e rezar ok? Acredite, são saborosos.

 

➜ AYUTTHAYA (antiga capital)

 

Farei um post especial para esse lugar, mas já adianto reserve 1 dia todo para esse local, fica próximo à Bangkok e você poderá visitar os seguintes locais:

1.Wat Yai Chaimongkol templo da victoria sagrada

2.Wat mahathat cabeça na ávore

3.Wat lokutsataya grande buda deitado

4.Wat Chaiwattanaram Pôr do sol

INFORMAÇÃO EXTRA: Orçamento do passeio privado (nov/2015) - 130 U$  - Ingressos: 10 U$ casal

 

➜ AULA DE CULINÁRIA

Se você estiver com tempo dísponivel, faça uma aula de cozinha na sua viagem! É uma experiência diferenciada disponível em alguns hotéis da capital Tailandesa.

Não consegui realizar, mas estão nos planos de um possível retorno à Bangkok realizar uma aula de culinária no Hotel Mandarim Oriental, que possui uma das escolas mais tradicionais de Bangkok.

Link da escola de culinária. 

 48 ORIENTAL AVENUE, 10500 

 

  RESTAURANTES E BARES

Missão quase impossível, indicar restaurantes e bares em Bangkok! Fiz uma seleção de sugestões de locais que coloquei nos meus roteiros a qual eu tinha intenção de conhecer, porém nem todos eles eu consegui ir!

Primeiro porque ou você conhece Templos, mercados e ruas tradicionais ou você faz tour gastronômico em restaurantes e bares. Por isso sempre digo à todos que me perguntam, no mínimo 4 dias em Bangkok e olhe lá programando uma possível volta para conhecer mais opções poderá quem saber ser suficiente.

Você passa o dia inteiro passeando de lá pra cá e comendo durante os passeios, chega no hotel exausto e bate aquela preguiça de ir em alguns locais!

Existem milhares de opções de lugares para comer por lá e é normal você ter o mesmo sentimento que eu, enlouquecedor!

Mas um conselho, existem experiências que merecem ser vividas na Tailândia independente do local indicado, alguns pratos tradicionais podem ser encontrados em todos os lugares de comida de rua à restaurantes renomados como o Pha Thai.

 

1. COMIDA DE RUA

Os tailandeses adoram comer nas barraquinhas de rua e uma grande variedade de pratos que são servidos nas barracas, não vale ir para lá e não arriscar uma experiência dessas certo?

Aproveite para experimentar durians, mangostins, rambutans, logans, cherimoya, salaccas, chompoo e outras nas barraquinhas de frutas ou no café da manhã do hotel. A pitayas são para a Tailândia como as bananas para o Brasil, em todo lugar você vai econtrar!

 

2. SUGESTÕES 

 

➜ Sala Rattanakosin

Lembra que comentei sobre assistir o por do sol com vista para o templo do amanhecer? Deixei aqui uma opção de restaurante para aqueles que ja estão cansados e não pretendem atravessar o rio, fica em uma rua próximo ao Templo do buda deitado, é um restaurante moderno,descolado  com uma vista incrível para o rio.

Não está entre aqueles restaurantes premiados de Bangkok e do guia Michelin, mas no contexto é válido uma pausa no final do dia.

Dica valiosa: faça reserva com antecedência e peça uma mesa na varanda.

Horários de funcionamento: Domingo à Sábado 07:00 - 22:00

 39 Maharat Road,Rattanakosin Island,Tha Tian Pier 

  Reserve aqui.

 

➜ Colonnade Restaurant 

Restaurante com grande seleção de comida asiática e ocidental, é servido em buffet no almoço, a vantagem é a ampla variedade de escolha.

Horários de funcionamento: Segunda-feira à Sexta: 10:30 e 12:00 - 14:30

 The Sukhothai, 13/3 South Sathorn Road

  Reserve aqui.

 

➜ Gaggan Restaurant 

Já foi eleito o melhor restaurante da Ásia. É uma indicação para os amantes da culinária, um dos sócios é indiano e ele coloca sua identidade na comida, dizem que é uma experiência gastronômica incrível.

Horários de funcionamento: Segunda-feira à sábado: 18:00pm  à 00:00am

 Khet Pathum Wan, Krung Thep Maha Nakhon 10330

  Reserve aqui.

 

➜ Blue Elephant Restaurant 

O restaurante já foi estrelado pelo guia Michelin e considerado um dos melhores de Bangkok, famoso embaixado da comida tailandesa no mundo. O nosso guia relatou que é bemmmmmm turístico ou seja prepare o bolso! Não é barato, você vai perceber que depois de alguns dias na Tailândia o seu comparativo passa a ser de lá e vai achar bem salgado!

É uma boa opção para um jantar a dois na lua de mel ou uma noite especial.

Horários de funcionamento: Segunda-feira à domingo das 11h30 às 14:30 e das 18h ås 22h30

 2233 S Sathorn Rd, Khwaeng Yan Nawa, Khet Sathon, Krung Thep Maha Nakhon 10120.

  Reserve aqui.

 

➜ Nahm Restaurant 

Está entre os 50 melhores restaurantes do mundo, ocupando o 13 lugar! O ambiente é super jovem e relatos de comida espetacular, dentro do hotel Metropolitan. Pratos relativamente pequenos. Lembre-se que nestes restaurantes o vestuário mais formal é exigido, não corra o risco de ficar do lado de fora por isso, vá vestido adequadamente para a ocasião.

Reserve com antecedência, lugares assim são sempre bem disputados.

Horários de funcionamento: Segunda à sexta 12:00 às 14:00pm e Segunda à domingo das 18:30 às 23:00

 27 S Sathorn Rd, Khwaeng Thung Maha Mek, dentro do hotel Metropolitan

  Reserve aqui

 

➜ Sky Bar

Você pode chegar um pouco mais cedo no hotel Lebua, para asssitir o fim de tarde no Sky bar, tomar um drink e ver as luzes ascenderem de Bangkok, o local ficou conhecido após o filme “se beber nao case 2” e tem uma das melhores vistas de Bangkok.

Prepare o bolso ok? Os preços dos drinks começam em 700BHT (70,00 reais)

O lugar é lindo, tem uma vista da cidade bem legal. Mas, é bem caro.

Horários de funcionamento: Domingo à sábado 9:00 à 1:00am

 The Dome at lebua, 1055, Silom Road

  Reserve aqui.


➜ Sirocco

O restaurante ao ar livre mais alto do mundo e fica no 63º anda, no topo do Hotel Lebua, se você não pretende gastar muito, vá pelo menos para um drink no bar.  

Horários de funcionamento: Domingo à sábado: 18:00 - 01:00

 1055/42 Silom Road,Silom,Bangrak | State Tower 63rd Floor, The Dome at Lebua

  Reserve aqui.

 

➜ Vertigo Moon Bar

Seguindo a propostas de rooftops, o Vertigo Moon fica no topo do hotel Banyan Tree, você pode tomar alguns drinks no bar, mas se quiser uma mesa é necessário jantar no local. Tente reservar no fim de tarde para assistir o pôr do sol, dizem que é incrivel! O restaurante tem fama de bom atendimento, equipe atenciosa e simpática, também faz parte do time dos lugares mais salgadinhos da capital.

O equivalente a 35€ por 2 Cocktails SEM Álcool.

Reserve com antecedência, costumam ser lugares disputados, vá com traje mais formal.

Horários de funcionamento: Domingo à Sábado 17:00 - 01:00

21/100 South Sathon Road Sathon | Banyan Tree Bangkok

  Reserve aqui.

 

  INFORMAÇÕES ÚTEIS  

  • Identificação: Passaporte (validade de pelo menos 6 meses)

  • Idioma: Tailandês (o inglês asiático é bem difícil para compreender)

  • Religião: Budismo e Islamismo

  • Moeda: Bath (leve dólar e no país troque por baths) - 1 dólar = 34 bath

  • Voltagem: 220v (tomadas semelhantes a do brasil) - sempre leve carregador universal porque algumas são mais largas

  • Vacinação: é exigido o certificado de vacinação internacional (CIV) com imunização válida para a Febre Amarela. Na chegada em Bangkok, o passageiro deverá dirigir-se ao balcão de controle sanitário (Health Control) e apresentar o certificado, preencher um formulário e receber o carimbo validando o seu certificado (sem isso você não entra no país).

  • Templos e tradições: se você está em outro país, aprenda a respeitar as tradições locais! Os templos são locais sagrados, é proibido entrar com camisa sem manga, saias ou shorts acima dos joelhos e camisa sem manga (uso de sarong é uma alternativa), nos templos utilize roupas adequadas cobrindo ombros e joelhos (homens e mulheres) e deixe os sapatos do lado de fora, respeite a cultura local.

  • Visto: não é necessário (brasileiros podem permanecer até 90 dias no país)

  • Embaixada brasileira no país 081-906 4238 e fora do país 66 81 906-4238

  • Chip de celular - você pode comprar na saída do desembarque do aeroporto. Empresa: DTAC

  • Não deixe de fazer um seguro viagem, minha sugestão: Seguros Promo (LINK AQUI)

  • Cultura tailandesa - expressar afeto em público não é apropriado

  • Porte de drogas = pena de morte.

  • Tudo na Tailândia é negociável, aproveite seu espírito negociador e conseguirá baixar preços em muitos lugares.

  • Massagem - não saia do país sem uma massagem por favor!!!

 

Confira o post sobre a Tailândia aqui.